Mail Protection Report – Office 2016

Essa semana me deparei com uma dificuldade para usar o Mail Protection Report no Office 2016, como é de conhecimento ele foi desenvolvido no Office 2013 e por isso durante sua instalação faz a checagem do pré-rec Excel 2013.

Depois de pesquisar muito, achei no fórum do Office um procedimento em inglês. O procedimento é simples consiste apenas em alterar a chave de registro do arquivo .MSI e gerar outro arquivo de instalação.

Passo à passo

1. Download Super Orca 

2. Download Download MailProtectionReport

3. Abra programa e aponte o arquivo MSI.

msi

4. Altere a chave marcada em amarelo  “SOFTWARE\Microsoft\Office\16.0\Excel\InstallRoot”  localizado em “RegLocator” . Salve o novo .MSI e feche o aplicativo SuperOrca.

reg

5. Inicie a instalação do  MailProtectionReport_v2_en32.msi, ele validará que o Office 2013 está instalado.

excel

Depois de instalado com sucesso o atalho do  EOP Report estará na sua areá de trabalho.

Créditos: Comunidade Office

Obrigado e até mais.

 

 

Criar filtros para o DirSync não sincronizar objetos

Identity_is_easy

 

Olá galerinha da TI, bora retornar aos artigos e aos estudos.

Nesse artigo vou demostrar de forma simples como não sincronizar usuários por meio de criação de Filtro no FIM (ForeFront Identity Manager).

Este procedimento se faz necessário quanto temos algum objeto no nosso Diretório On-premises que não queremos que o DirSync sincronize com Office 365.

O procedimento é simples. Vamos aos passos

 

1 – No Active Directory Adicionar no campo “Description” do usuário o valor “NoSync”.

clip_image001

 

2 – Abrir o “FIM”(ForeFront Identity Manager)., navegar até “Management Agents”, clicar com o botão direito em “SourceAD” e em seguida em “Properties”:

clip_image002

 

3 – Navegar até “Configure Connector Filter” e clicar em “User”

Clicar no botão “New” para criar um filtro.

clip_image003

 

4 – Selecione “Description” e em seguida “Contains”, depois adicione o valor” NoSync” e clique em ok.

clip_image004

 

5 – Agora em “Management Agents”, clicar com o botão direito em “SourceAD”, depois em “RUN”, selecionar “Full Import Full Sync” e clicar em ok.

clip_image005

 

6 – Agora todos os usuários que tiverem no campo “Descrição” o valor “NoSync” não serão sincronizados pelo DirSync.

Obs.: Se não quisermos utilizar o Atributo “Description” podemos escolher qualquer outro atributo, como por exemplo os atributos estendidos “ExtensionAttribute1 ao 15”

 

Espero que este artigo seja útil, aproveito para dar creditos ao Thiago Sirqueira.

Alterar logotipo Office 365

Sara Barbosa

Olá Pessoal,

Tenho uma novidade quentinha para vocês, aliás, quem acompanha o blog do Office deve saber da novidade, mas quem ainda não viu, vai adorar!

Eu já recebi inúmeras vezes pedidos para alterar a logo do portal Office 365, customizar e personalizar o layout do Webmail, OneDrive etcs, mas antes não era possível, dia 02/09 foi liberado um update para personalizações a nível de layout da organização (tenant) Office 365. Lembrando que esse update está liberado apenas para tenants que nasceram no 2013, os demais devem receber update em breve.

Veja que legal:

image

É isso mesmo pessoal, vocês consegue anexar seu logotipo na barra de navegação do portal Office 365 e ainda mudar a cor para uma mudança ‘global’ feita pelo administrador. Quer saber como?

Acesse com usuário administrador o portal.office.com (portal.microsoftonline.com), clique no nome da organização:

image

Nessa tela, você consegue personalizar/alterar os dados da organização como domínio padrão…

Ver o post original 123 mais palavras

Edite anexos no OWA diretamente com o Office Online

Mauricio Cassemiro

Em minha sabatina de treinamentos, artigos, webcasts e vídeos para a comunidade técnica Microsoft, venho desde o BPOS mostrando o quanto é eficiente usarmos a colaboração do SharePoint com uma URL única para trabalho compartilhado de arquivos, nos dando uma grande vantagem sobre o tráfego excessivo do Exchange e ocupação de storage desnecessária que os anexos dos e-mails ocasionam.

Quando as pessoas enviam arquivos como anexos, muitas vezes têm o objetivo de colaborar com os outros e receber feedbacks sobre este anexo. Até agora, este fator tem sido um desencadeador de problemas como os que citei acima e alguns outros mais dependendo dos diferentes tipos de cenários empresariais.

Ver o post original 660 mais palavras

Resolvendo problemas de Sincronização de Bibliotecas – OneDrive for Business

image

Olá pessoal nesse artigo vou demonstrar como corrigir o problema de sincronização de bibliotecas.

Cenário: Aplicação OneDrive for Business parou de sincronizar arquivos da biblioteca do usuário.

Sintomas: Tray icon image a todo momento exibia  balão com alerta de erro de sincronização.

Solução: Limpar cache do OneDrive for Business

1º Abrir o Gerenciador de Tarefas e finalizar os processos GROOVE.EXE e MSOSYNC.EXE .

image

2º Remover o conteúdo da pasta “OfficeFileCache”: C:\Users\%USERNAME%\AppData\Local\Microsoft\Office\15.0\OfficeFileCache.

image

3º Remover o conteúdo da pasta “SPW”: C:\Users\%USERNAME%\Appdata\Local\Microsoft\Office\Spw.

image

4º Sincronizar a biblioteca do OneDrive for business.

4-1 – Abra OneDrive pela web, clique em sincronizar e ao exibir o pop-up clique em Sincronizar agora.

image

 

4-2 – Ao solicitar a sincronização, a aplicação do computador será iniciada já com a URL da biblioteca. Clique em Sincronizar agora

image

 

4-3 –Aguarde a aplicação sincronizar os arquivos.

image

 

4-4 – Agora você já pode acessar os arquivos da biblioteca.

image

 

image

 

Alguns artigos que devemos conhecer:

– Restrições e limitações quando sincroniza bibliotecas do SharePoint ao computador através de OneDrive for business.
– Link: http://support.microsoft.com/kb/2933738/pt

– Erro “Invalid characters” quando sincroniza arquivos a partir do Windows Explorer para OneDrive for business.
– Link: http://support.microsoft.com/kb/2813150/pt

 

Espero que seja útil, até o próximo artigo.

Analisador de Cabeçalho de Mensagem – Remote Connectivity Analyzer

Olá pessoal, hoje vou mostrar uma ferramenta muito útil para tratamento de mensagens, um dos recursos da famosa ferramenta Remote Connectivity Analyzer, trata-se do Analisador de Cabeçalho de Mensagem.

Muitas vezes precisamos de detalhes técnicos das mensagens recebidas para que possamos tomar algumas ações sobre um conteúdo que está sendo transmitido na organização, tais como IP, nível de SCL(Spam), host  de envio e recebimento, quantidade de saltos que a mensagem deu até chegar ao usuário e etc..

Primeiramente para que possamos começar a analise precisamos nada mais do que o cabeçalho da mensagem.

Se você estiver utilizando o ciente do Outlook

Abra a mensagem > Informações > Propriedades > Na janela aberta copie todo conteúdo do campo Cabeçalho de Internet

Se você estiver utilizando o OWA

Abra a mensagem > clique nos 3 pontos > Exibir detalhes da mensagem > Copie todo conteúdo do campo Detalhes da Mensagem

image

 

Agora que já sabemos como obter o cabeçalho das mensagens, vamos ao site do Microsoft Conectivity Analyzer

Clique em Analisador de Mensagem,  cole o conteúdo copiado anteriormente e em seguida clique em Analisar Cabeçalhos.

image

Ao clicar em analisar a ferramenta irá organizar todo o conteúdo e o exibirá de uma forma organizada e limpa.

image

Resumo: Informações básicas, assunto, Id de Mensagem, horário de criação, de e para.

image

 

Cabeçalhos recebidos: Quantidade de saltos que a mensagem deu até chegar ao usuário, IP e host de recebimento e envio, hora do salto, atraso de envio e protocolo utilizado.

image

Relatório AntiSpam: Temos o País, Idioma, Nível de SCL e Veredicto de Filtragem

image

Outros cabeçalhos: Esse campo sempre vai variar muito de acordo com a mensagem, nele você pode encontrar tipo de mensagem, conteúdos html, fonte utilizada, se foi gerada por algum programa e etc..

image

Para maiores informações sobre Cabeçalhos de Mensagens e conteúdos de AntiSpam clique aqui

 

É isso ai galera, espero que o conteúdo abordado seja útil . Não esqueça de deixar seu comentário.

Até o próximo artigo.

Implantando Office 365 ProPlus Click-to-run – Online e Offline

IC699059

Olá pessoal no artigo de hoje vou demonstrar como fazer a implantação do Office365 ProPlus Click-to-run no modo Online e via compartilhamento de rede.

Vamos a uma breve visão do produto

Office 365 ProPlus Click-to-run nada mais é que a ultima versão do pacote Office provisionado dentro da suíte do Office 365. A organização quando decide contratar o Office 365 ProPlus Click-to-run ela passa a tratar o pacote Office como um serviço ao invés de um produto fixo como os que são vendidos nas caixinhas ou por licenças OEM, fazendo isso se ganha em muitos aspectos, como, atualizações de versão, instalação em até 5 computadores por licença, utilização Mobile e etc. Se levarmos em conta a quantidade de recursos que se ganha ao utilizar o produto como serviço realmente veremos que não se ganha apenas em custo beneficio, mas principalmente em produtividade para os colaboradores.

Agora que já temos uma visão sobre o serviço vamos conhecer 2 métodos de implantação:

1º  Office 365 ProPlus Click-to-Run – Implantação Online

Neste método clicamos para iniciar a instalação e no mesmo momento já é possível começar a utilizar os aplicativos. Porém exige uma conexão de internet boa e estável pois o consumo de banda é alto.

Vamos a instalação

· Ao carregar o OWA, clique sobre a engrenagem ao lado no nome do colaborador, e em seguida “Configurações do Office 365

image

· Clique no menu “Software

image

· Selecione o idioma desejado e a versão da arquitetura do software de acordo com o Sistema Operacional, 32 ou 64 bits e em seguida clique em “Instalar” e “Executar”.

image

image

· Aguarde o serviço preparar o computador para receber o Office 365 ProPlus Click-to-Run.

image

· Acompanhe o processo da instalação e caso queira navegue até o Menu Iniciar e veja que produto já está disponível para utilização. Isso é Click-to-run rsrs!

image

Pronto o método de implantação Click-to-Run finaliza aqui.

Agora vamos conhecer o métodos de implantação Off-line

2º  Office 365 ProPlus Click-to-Run – Implantação Off-line

Esse processo é muito simples, consiste em utilizar uma ferramenta, fazer o Deployment do Office e um compartilhamento de rede.

Vamos lá

– Crie um compartilhamento de rede e de permissão de leitura para todos os usuários e todos os domain computers da sua floresta de AD.

Obs.: Como estou em um notebook fora da rede não tenho o grupo Domain Computers

image

– Baixe o Office Deployment Tool for Click-to-Run

– Execute o software de Deployment que acabou de baixar e aceite os termos

image

– Aponte o local onde você criou o compartilhamento de rede

image

– Agora já temos os arquivos prontos para iniciarmos o provisionamento do Office

image

– Com o bloco de nota abra o arquivo configuration.xml e substitua todo conteúdo pelas linhas abaixo:

<Configuration>
<Add SourcePath=”\\servername\OfficeProPlus\”
OfficeClientEdition=”32″ >
<Product ID=”O365ProPlusRetail”>
<Language ID=”pt-br” />
</Product>
</Add>
<Updates Enabled=”TRUE” UpdatePath=”\\servername\OfficeProPlus\” />
<Display Level=”Full” AcceptEULA=”TRUE” />
<Property Name=”AUTOACTIVATE” Value=”1″ />
<Logging Name=”OfficeSetup.txt” Path=”\\servername\OfficeProPlus\Logs\” />

</Configuration>

– Execute o CMD como administrador, navegue até o compartilhamento que você criou e digite o comando abaixo para executar o download do produto

setup.exe /download configuration.xml

image

– Crie uma pasta chamada Logs, que ficará da seguinte forma

image

– Crie uma bat como os seguintes comandos e salve com o nome de Install.bat

@Echo Instalando Office 365 ProPlus Click-to-run
@net use r: \\servername\officeproplus
@r:
@setup.exe /configure configuration.xml
pause

– Feito isso basta ir no micro do usuário, acessar a pasta de rede e executar o Install.bat

image

Aguarde a instalação

image

 

Pronto pessoal agora já sabemos 2 modos de implantação do Office 365 ProPlus Click-to-run, espero que gostem e que seja útil. Até o próximo artigo.

Erro ao logar no OWA– NonExistentMailboxException e FaultException

image

Olá pessoal, no artigo de hoje vou mostrar como solucionar o erro “NonExistentMailboxException e FaultException ”, uma das tão famosas “carinhas” triste o OWA.

Depois de muito Troubleshooting em conjunto com time de suporte do Office 365 conseguimos encontrar a possível causa do erro.

Vamos lá…

Em empresas com alto índice de turnover e uma grande possibilidade de ex-funcionários serem readmitidos devemos tomar um muito cuido na exclusão ou suspensão de uma Mailbox. O principal causa do erro foi que a Mailbox foi desabilitada(retirada licença) com o recurso de Litigation Hold ou InPlace Hold habilitada e também estava em uma Search-Mailbox (eDiscovery), deixando assim a Mailbox em estado de Soft Deleted e causando uma grande intermitência ao acessar o OWA.

Ao executar o comando Get-Mailbox user@doman.com o resultado era de 2 Mailbox para o mesmo user, ou seja a mailbox ativa e a que estava em estado de SoftDeleted.

Para solucionar o problema executamos os seguintes passos:

· Consultar se o user está em SoftDeleted – Get-Mailbox user@domain.com –SoftDeletedMailbox

· Remover o LitigationHold – Get-Mailbox user@domain.com –SoftDeletedMailbox | Set-Mailbox –LitigationHoldEnabled:$false

· Remover o user da Search-Mailbox (eDiscovery) – Exchange Admin Center -> Compliance Management -> in-Place eDiscovery & hold

Para evitar isso no futuro basta antes da deleção da mailbox você verificar  se o user não faça parte de alguma Search-Mailbox (eDiscovery) e em executar o seguinte comando:

· Set-mailbox user@domain.com –LitigationHoldEnabled:$false

  Espero que o artigo seja útil, com ele procedimento consegui resolver mais de 80% dos casos quem aparece a carinha triste do OWA.

Agradecimento: Helen Agard – Support Engineer Exchange

Até o próximo artigo.

Excluir conteúdo de uma Mailbox

h3

 

Olá pessoal, depois de um longo tempo sem postar nada, estou retornando com os artigos.

As vezes em um determinado cenário precisamos apagar o conteúdo do uma Mailbox sem exclui-lá. Nesse artigo vou mostrar como executar essa ação via PoweShell de uma forma simples e rápida.

Vamos lá…

Obs.: Só execute esse procedimento se tiver certeza que não ira precisar do conteúdo, caso contrário faça um backup antes.

Faça a conexão no Exchange Online via PowerShell

$livecred = Get-Credential

$Session = New-PSSession -ConfigurationName Microsoft.Exchange -ConnectionUri https://ps.outlook.com/powershell/ -Credential $LiveCred -Authentication Basic –AllowRedirection

Set-ExecutionPolicy RemoteSigned -Force

Import-PSSession $Session

Connect-MsolService -Credential $livecred

 

Execute o comando Get-MailboxStatistics nome@seudominio.com.br |fl

Observe o parâmetro “itemCount”, ele vai te informar a quantidade de e-mails que o usuário tem em sua Mailbox.

 

Execute o comando Search-Mailbox -Identity “Identidade do seu usuário” -DeleteContent –force

Note que ele trará o resultado de “Success: True” e informará a quantidade de itens que ficaram na caixa.

Obs.: Execute o comando mais de uma vez caso for preciso.

 

Pronto o conteúdo da caixa foi removido.

 

Até o próximo artigo.

PowerShell – Comandos do dia a dia

Artigo bem aplicado do Anderson Bavaroski. Muito útil

Anderson Bavaroski - Office 365 Lab

Olá PessoAll,

Sou arrastador de mouse como dizem por ai quem trabalha com Windows, então, não decoro comando. Tenho a minha “colinha” sempre a mão para o uso. Segue uma pequena lista dos que mais usamos no dia a dia:

Primeiramente, precisamos ter o modulo do Power Shell instalado e funcional para poder utiliza-los. Siga os passos abaixo para instalar seu PowerShell e não ter surpresas.

Instalar as cmdlets do Office 365 para que os comandos estejam disponíveis no PowerShell http://onlinehelp.microsoft.com/office365-enterprises/hh124998.aspx

Para logar no PowerShell – O cara acima cria um atalho de nome Módulo do Microsoft Online Services para Windows PowerShell. Execute sempre com o botão direito na opção executar como administrador

Verifique se o PowerShell esta habilitado para rodar scripts. Rode o comando Get-ExecutionPolicy

Se estiver restrito, libere através do comando Set-ExecutionPolicy RemoteSigned

Verificar se o serviço do Windows WinRM permite que o Windows PowerShell se conecte1.

  1. Clique…

Ver o post original 691 mais palavras

Joran Markx

Cloud and more

André Henrique Buss

0101010101010101 :)

Larah Vidotti

Blog de tecnologias Microsoft

Blog do Lopez

Infraestrutura e Tecnologias Microsoft

AndersonPatricio.org

Microsoft resource site

Jonathan Santos

Cloud | Mensageria

FICILITY.NET

GroupBlog - Exchange, PowerShell, AD, Outlook etc.

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 701 outros seguidores

%d blogueiros gostam disto: